domingo, 1 de janeiro de 2012

208 ANOS DA INDEPENDÊNCIA DO HAITI


Informação baseada na Postagem que vi na pág do Facebook intitulada PROGRAMA DE REFLEXÕES E DEBATES PARA A CONSCIÊNCIA NEGRA – PRDCN (Comunidade):

Hoje, além do primeiro dia de um novo ano, todos os afrodescendentes estão comemorando os 208 anos em que a primeira nação negra nascia independente, libertando-se dos domínios senhorias da corte francesa - o Haiti. Enquanto o Brasil ainda vivia a condição de vice-reinado colonial mantendo um regime econômico de base escravocrata, nascia nas Américas a única nação cuja independência foi obtida como parte de uma rebelião de escravos bem-sucedida! Salve 2012, salve a independência do Haiti!

Abaixo fonte:
O meio milhão de escravos negros, que labutavam nas plantagens e nos engenhos, era dominado por trinta mil brancos, incluindo os proprietários e seus auxiliares (feitores, técnicos, vigilantes etc.). Além dos negros e brancos, havia um segmento de poucos milhares de mulatos, já livres, mas submetidos a extorsões e agressões dos brancos escravocratas.

Abaixo fonte Wikipédia em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Haiti
Após uma revolta de escravos, em 1794, o Haiti tornou-se o primeiro país do mundo a abolir a escravidão. Nesse mesmo ano, a França passou a dominar toda a ilha. Em 1801, o ex-escravo Toussaint Louverture tornou-se governador-geral, mas, logo depois, foi deposto e morto pelos franceses. O líder Jean Jacques Dessalines organizou o exército e derrotou os franceses em 1803. No ano seguinte, foi declarada a independência (o segundo país a se tornar independente nas Américas) e Dessalines proclamou-se imperador.
Como forma de retaliação, em 1804, os escravistas europeus e estadunidenses mantiveram o Haiti sob bloqueio comercial por 60 anos.