quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

CONGRESSO ESTÁ PREOCUPADO COM SITUAÇÃO DE BRASILEIROS NO PARAGUAI




A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado aprovou, na manhã desta quinta-feira (9), a formação uma comissão temporária externa para tratar da crise envolvendo agricultores brasileiros radicados no Paraguai, também chamados de "brasiguaios", e os sem-terra paraguaios, conhecidos como "carperos".

Os conflitos de terras envolvendo os "brasiguaios", agricultores brasileiros que vivem no Paraguai, e os "carperos", trabalhadores sem-terra do país vizinho, estão preocupando os senadores e deputados. Nesta quinta-feira foram decididas duas iniciativas com o intuito de buscar uma solução pacífica para o problema: uma audiência pública da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul, com a participação do ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, e a formação de uma subcomissão temporária, no âmbito da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), para tratar do assunto.

O grupo formado por cinco parlamentares vai visitar o Congresso Nacional e o Executivo do país vizinho na tentativa de encontrar solução para o conflito, que vem se intensificando nas últimas semanas. Paraguaios acusam os brasileiros de terem adquirido terras de forma fraudulenta e reivindicam a propriedade dos terrenos.
Os brasiguaios são descendentes dos primeiros colonos que há 40 anos se deslocaram para o país vizinho. Atualmente, somam cerca de 300 mil pessoas, muitos delas já nascidas no Paraguai e com dupla cidadania. Eles reclamam que o governo paraguaio não toma providências para impedir invasões e ainda alegam que a polícia não cumpre os mandados judiciais para retirada dos invasores.
A audiência da Representação Brasileira no Parlasul com Antônio Patriota está prevista para a próxima quinta-feira (16). O requerimento para sua realização partiu do deputado Roberto Freire (PPS-PE).
O presidente da CRE, senador Fernando Collor (PTB-AL), alertou para a importância de uma solução para os conflitos e lembrou que convidou representantes dos colonos para audiência pública a ser realizada no próximo dia 27 de fevereiro, às 18 horas. A audiência será realizada no contexto do ciclo de debates sobre os rumos da política externa brasileira, que está sendo organizado pela comissão.
O requerimento para a formação da comissão externa partiu do senador Sérgio Souza (PT-PR) e dos senadores Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) e Ana Amélia (PP-RS). A matéria tramitará em regime de urgência no Plenário.

Da Redação / Agência Senado / Em 09/02/12
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)